Piu Piccoli Berçário e Educação Infantil | Elogiar ou encorajar! Qual a melhor ferramenta.
A história da Piu Piccoli tem uma particularidade muito especial: a escola foi comprada por uma mãe preocupada com que suas filhas tivessem a melhor qualidade de ensino possível. E este olhar de mãe é um diferencial até hoje!
piu piccoli berçário, Piu Piccoli, Berçario Moema, escolinha moema, piu piccoli berçário, Consa, escolas de educação infantil em moema, Educação Infantil moema, escolas de educação infantil, bercario moema, Creche Moema, Maternal Moema, escolas educação infantil, creche moema, pré-escola moema, pre escola moema, berçario em moema, berçarios em sp, creche escola moema, preescola moema, gravida moema, gravidez moema, escola em moema, creche em moema, escolas de educação infantil em moema, berçarios moema, berçario em moema, educação infantil em moema, escola pinguim moema, escola mobile moema, escola infantil em moema, escola infantil moema, creches em moema, berçarios em moema, escola a partir de 3 meses, Bercario Moema, Berçário Moema, bebe menor de 1 ano, Escola CEB, Villa Cor, Escola Comecinho de vida, berçarios em moema, escola educação infantil moema, Escola itatiaia, bercario indianopolis, berçário indianópolis, creche indianópolis, escolinha indianópolis, Creche, escola infantil, berçario, berçário, escolinha, bercario, bercarios, escola maternal, escola educacao infantil, escola educaçao infantil, creche particular, creche infantil, escola educação infantil, escolas educacao infantil, creche berçario, creche em sp, berçario infantil, escola berçario, escola berçário, educação infantil creche, creche berçário, creches, berçario sp, creches sp, bercario infantil, escola infantil zona sul, colegio educação infantil, escolas maternal, escolinhas infantil, escolinha educação infantil, educação infantil sp, berçario zona sul, atividades creche, escola educaçao infantil, educaçao infantil creche, escola educação infantil, creche infantil, berçario infantil, educação infantil berçário, escola educacao infantil, berçarios, escola berçario, escolinhas berçario, berçário infantil, creche escola, bercário, berçários, maternal berçario, berçário maternal, escolinhas maternal
16007
post-template-default,single,single-post,postid-16007,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Elogiar ou encorajar! Qual a melhor ferramenta.

Elogiar ou encorajar! Qual a melhor ferramenta.

É comum ficarmos felizes e vibrarmos com as conquistas dos nossos filhos, pois é através delas que muitas vezes enxergamos suas qualidades e o indivíduo no qual estão se transformando, no entanto podemos dizer que elogiar é bom, porque nos deixa feliz, a autoestima aumenta e nos motiva a receber elogios cada vez mais, mas o excesso de elogios pode viciar. Atualmente, na área educacional, fala-se muito sobre elogiar ou encorajar, como uma ferramenta que agrega ao elogio e contribui bastante para o processo de desenvolvimento do ser humano.

O encorajamento é uma habilidade muito importante para ser desenvolvida pelos pais. Através dela é possível desenvolver nas crianças diversos valores que as motivarão a valorizar todo o processo do esforço de qualquer conquista, entre eles: valorização do trabalho em equipe, reconhecimento de sentimentos, organização, senso de autoestima e, o melhor de tudo, a lidar com frustrações, que na primeira infância é um dos conceitos mais difíceis para a criança interiorizar e aprender a lidar.

Lidar com as frustrações é uma habilidade social que precisa ser desenvolvida ao longo da vida e quando encorajamos nossos filhos, reconhecendo o esforço, mesmo sem a vitória, estamos dando força para que persista mesmo não ganhando, quando falamos: “Não deu certo desta vez, mas eu acredito que você conseguirá na próxima!”, estamos levando em conta todo o aprendizado que nosso filho vivenciou, pois a melhor forma de estruturar um ser humano é ensinando a lidar com as frustrações e fazer com que ele entenda que, mesmo não chegando na vitória, continuará sendo amado!

Além de contribuir para valores importantes, o encorajamento também ajuda no reconhecimento de sentimentos, como: tristeza, raiva e alegria, entre outros, porque os sentimentos costumam afetar as nossas ações e quando percebermos o que estamos sentindo, tendemos a avaliar se queremos ou não os repetir, e assim, nos motivamos para o esforço, sabendo que o sentimento do resultado positivo nos trará sentimentos bons!

Uma dica de encorajamento é perguntar o que seu filho está sentindo ou nomear o sentimento, ao invés de dizer o que você sente. Exemplo: “Como você se sentiu quando venceu?”; “Você está feliz?”; “Eu sei que você está triste, eu já me senti assim”; “Você está contente? Então guarde essa sensação para te ajudar nas próximas dificuldades”.

É importante também trazer as situações realmente como elas são, sempre propondo uma reflexão pessoal como: “Você falhou, não tem problema, mas vamos pensar no que fazer da próxima vez”.

Deixo algumas frases simples que são poderosas e encorajam:

Eu te amo!

Você veio para completar a nossa vida!

Eu confio em você!

Você sempre poderá contar comigo!

Agradeça seu filho pelas atitudes.

 

Vale lembrar que, por parte dos pais, sempre é bom um equilíbrio entre o acolhimento e a autonomia na resolução de problemas, sinta a situação e pondere a melhor conduta, mas nunca se esqueça: a melhor ferramenta na educação dos nossos filhos é o nosso exemplo!

Camila Almeida, Diretora Pedagógica.